6 de abr de 2011

Contra o aumento, todos às ruas da Fêra! - Nota de Repúdio



O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de Feira de Santana vêm se manifestar sobre o vandalismo que nossa cidade sofreu nesta última segunda-feira(04/04), ao acordar: a autorização de um aumento de mais de 9,3% no preço das passagens de ônibus urbano. Esse ato demonstra, infelizmente mais uma vez, a relação promíscua da Prefeitura Municipal com o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano (SINCOL), em claro desprezo ao interesse social nessa atividade que é uma concessão pública.


O aumento escancara em que lado está verdadeiramente o prefeito Tarcízio Pimenta: ao lado de uma minoria que se acha dona de Feira, ao lado do empresariado do transporte coletivo e sua busca incessante pelo lucro, sem se preocupar em cumprir a obrigação mínima de oferecer um serviço de qualidade. Afinal, todos sabemos que o sistema de transporte coletivo da Terra de Lucas é um dos piores do Brasil. A realidade lastimável do transporte coletivo feirense é sentida diariamente por milhares de estudantes, trabalhadores e desempregados que dependem dele. Não será a propaganda enganosa de que a frota está sendo “renovada” que vai servir de justificativa para o aumento injustificável, o povo feirense não vai cair neste engodo.

Também merece repúdio a maneira autoritária com que foi conduzido o aumento da tarifa. Não bastasse ser o Conselho Municipal de Transportes uma fraude no que diz respeito à representatividade dos setores sociais do município, pois é dominado por representantes do patronato e do poder público municipal, a sua reunião que aprovou mais esse assalto ao bolso do povo feirense nem previa um ponto específico na pauta para discutir o preço da tarifa. A população foi surpreendida com a apresentação de duas planilhas prontas para serem votadas no apagar das luzes. Como habitual, o Conselho demonstra que realmente só se reúne para aumentar a tarifa, e que o seu Presidente quer mesmo é fazer a felicidade dos “donos” do transporte coletivo de Feira, para que em 2012, o dinheiro roubado agora do povo jorre em forma de financiamento de campanha para prefeito e vereadores.

Covardia pior fez o prefeito Tarcízio Pimenta, autorizando o aumento antes de “fugir” da cidade para não ouvir os protestos da ampla insatisfação popular, colaborando com o grande esquema gerido pelo SINCOL. Por sua vez, a Prefeitura apenas colocou em seu sítio eletrônico uma pequena nota sobre o assunto, incapaz de explicar o inexplicável, alegando que o aumento foi “amplamente discutido”! As justificativas mais estapafúrdias foram proferidas pelo Sr. secretário Flailton, que comparou nossa passagem ao de cidades com a mesma população no interior paulista. Entretanto, não sabemos se por esquecimento ou leviandade, não mencionou que estes municípios possuem PIB, renda per capta, distribuição de renda e custo de vida muito maiores e melhores que o do nosso.

Nesse sentido, apoiamos todos os atos contra esse aumento abusivo e contribuiremos para que o debate seja feito de maneira radical e democrática, na certeza de que o recente aumento da tarifa é só o estopim para escancarar os diversos problemas do transporte coletivo de Feira, acentuados desde a implantação do Sistema Integrado de Transporte (SIT) - hoje a engrenagem fundamental da promiscuidade entre SINCOL e o Paço Municipal. Chegou a hora de pôr fogo no debate! Vamos às ruas derrubar esse aumento!

Direção do Partido Socialismo e Liberdade
Feira de Santana, 05 de abril de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário