30 de set de 2011

Setorial de Negras e Negros do PSOL se consolida e elege Coletivo Nacional

Com representantes de 13 estados (RS, PR, SP, RJ, ES, BA, SE, CE, MA, PA, AP, DF e GO), o I Encontro Nacional de Negros e Negras do PSOL consolidou a construção do setorial e elegeu um novo coletivo, em caráter provisório, que terá como desafio intensificar o trabalho de construção do setorial, contribuir para estreitar a relação entre o partido e o movimento social negro, prepará-lo, desde uma perspectiva antiracista e socialista, às próximas eleições (com especial atenção às candidaturas negras) e organizar o II Encontro Nacional.
Durante o Encontro, várias intervenções ressaltaram a importância do evento no ano em que será realizado o III Congresso do PSOL, o que torna possível, em um patamar superior, debater a questão racial com objetivo de se construir uma plataforma para o Partido, dialogar com o movimento social negro e, neste processo de mútua cooperação, construir as políticas de reparação para população negra. Foi, desta maneira, destacado o protagonismo da atual direção do PSOL que não poupou esforços à construção desta atividade.
Em clima de consenso e unidade, o I Encontro Nacional de Negras e Negros do PSOL concentrou-se em aprofundar o acúmulo político e programático no que diz respeito a estratégia da revolução brasileira, seu conteúdo político e eixos de lutar a partir da intersecção de gênero, raça e classe; uma caracterização do Governo Lula e Dilma a partir de um balanço crítico das políticas de promoção da igualdade racial; e, por fim, uma análise do movimento negro brasileiro, hoje, de uma perspectiva socialista, democrática e radical.
Estes debates iniciais contribuíram para fornecer armas político-teóricas à militância negra psolistas, em sua ação coordenada, através do desmascaramento do caráter ideológico e dos limites das atuais políticas de promoção da igualdade racial, assim como, do papel que elas vêm desempenhando no aprofundamento do mito da democracia racial. O conjunto destes debates deu origem a um documento que sintetizará os eixos da organização e programáticos do Setorial de Negras e Negros do PSOL. Os presentes ao Encontro, por consenso, remeteram a finalização e aprovação do documento à nova coordenação nacional, ainda em setembro, tendo o texto como base e contribuição de todas as forças políticas presentes.
Por fim, foi eleito o novo Coletivo Nacional de Negras e Negros do PSOL composto por 14 membros (sete titulares e sete suplentes) no qual se respeitou a paridade entre as forças políticas nacionais e regionais, presentes no Encontro, e a representação por gênero. O Encontro foi um marco na luta dos militantes, negras e negros do PSOL, e está colocado agora, para o novo coletivo nacional eleito, o desafio de aprofundar as raízes do partido nos corações e mentes das aspirações dos afrodescendentes de nosso país e contribuir, junto com os demais militantes e dirigentes do partido, um projeto socialista, de caráter antiracista, democrático, popular e plural.
_________________
Pedimos divulgação por e-mails e nas redes sociais.

Faça parte do perfil: Facebook - Página 50

Nenhum comentário:

Postar um comentário