25 de dez de 2011

Movimento contra Belo Monte entrega 1,35 milhão de assinaturas ao governo


Representantes do movimento Gota d´Água, que ganhou popularidade com vídeos com atores na internet, foram recebidos pelo governo nesta terça-feira pelos ministros Gilberto Carvalho (Secretaria Geral), Edison Lobão (Minas e Energia) e Izabella Teixeira (Meio Ambiente) para entregar 1,35 milhão de assinaturas apoiando a petição que pede a interrupção da hidrelétrica de Belo Monte.


Apesar de saírem com uma boa impressão do encontro, os representantes ouviram do governo que o projeto é estratégico. “Dizem que parar Belo Monte é impossível, que o governo precisa de energia”, disse o ator Sérgio Marone, um dos idealizadores do movimento, referindo-se a uma fala do ministro Gilberto Carvalho.

O encontro não trouxe representantes técnicos; uma conversa mais especializada está marcada para fevereiro. Sobre a impossibilidade de o governo interromper as obras da usina, Marone rebateu os dados do governo, sem apresentar outra versão. “São falácias que são repetidas e acabam virando verdade”, disse.

No mês passado, 19 atores e atrizes lançaram no Rio de Janeiro um vídeo chamado A Gota d´Água+10 em que questionam a construção da usina. O filme é dirigido por Marcos Prado (produtor de Tropa de Elite) e apresenta atores de televisão conhecidos do grande público. A iniciativa deu início ao Movimento Gota d’Água, liderado pelo ator Sérgio Marone e pela jornalista Maria Paula Fernandes.

Belo Monte é o principal empreendimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na área de energia, com capacidade de geração de 11,2 mil megawatts (MW). O contrato de concessão valerá por 30 anos, com início de fornecimento a partir de 2015.
_________________
Pedimos divulgação por e-mails e nas redes sociais.

Faça parte do perfil: Facebook - Página 50

Nenhum comentário:

Postar um comentário