1 de jul de 2013

JHONATAS MONTEIRO DEBATE POLÍTICA NA UNOPAR



Estudantes de Serviço Social da Universidade Norte do Paraná (UNOPAR), Pólo Feira de Santana, convidaram Jhonatas Monteiro (PSOL) para discutir e contribuir com o seminário intitulado “O homem de vocação política”, no último dia 13. Dentre os aspectos discutidos, o significado de política, a diferença entre política e “politicagem” e o que é “alienação política”. Para Jhonatas, a politicagem ocorre quando a prática política não visa atender ao interesse público e às necessidades da maioria da população, mas favorecer arranjos e alianças de interesses particulares. Como um critério para a escolha política, Jhonatas apontou a prática e a trajetória das pessoas como meio possível para perceber a diferença de quem faz política da costumeira politicagem. Nesse sentido, quanto maior acompanhamento informado e envolvimento ativo da população na vida política, menos “alienada” ela se torna porque passa a ficar menos alheia às decisões que direta ou indiretamente afetam o seu cotidiano. Quanto ao questionamento que dá nome ao seminário, Jhonatas afirmou que “ao invés de pensar política em termos de vocação pessoal é mais importante saber qual o perfil de político atende adequadamente as necessidades da maior parte da população, ou seja, qual a ‘cara’ do político que nós, a maioria, esperamos que nos represente em um mandato”. Para tanto, segundo Jhonatas, “é importante refletir sobre três pontos em especial: qual o projeto político que ele defende? Qual a coerência entre essa proposta e sua trajetória de vida? E qual transparência de suas atividades e atitudes públicas?”. O debate contou ainda com outros pontos, como a própria conjuntura política da esquerda no Brasil, a retomada das lutas populares e as formas de participação popular direta na vida política do País por exemplo.


Ascom PSOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário