5 de mai de 2011

Juros vão consumir equivalente a 6 PACs


O Deputado Federal do PSOL por São Paulo, Ivan Valente, fez um pronunciamento na Câmara Federal.
Senhor Presidente, senhoras e senhores Deputados,
Manchete do jornal Valor de ontem diz o seguinte: Despesas com juros atingem 5,6% do PIB e vão a 230 bilhões de reais. Dentro do jornal, a manchete diz ainda: O valor gasto com juros pagaria 15 programas com o Bolsa Família. Quinze programas só com o valor pago com juros! Todas as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) somam 40 bilhões. Então, só com o pagamento de juros teríamos 6 PACs! Só os juros, não estou contando as amortizações e a rolagem da dívida pública brasileira.
Nesse sentido, Sr. Presidente, esta Casa não pode mais receber o Orçamento da República e dizer que 48% do que o País arrecada ficam separados para os banqueiros e os rentistas brasileiros e o resto é para pagar o Estado, para fazer reforma agrária, para a educação pública e para a saúde pública. Isso não pode continuar, porque é um cinismo e um silêncio ensurdecedor!


Nossa política está viciada, e não há uma rebelião neste País. Ou seja, o Brasil é o País do capital financeiro.
E tem mais, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados: nosso partido, o PSOL, tem votado contra todas as medidas provisórias que capitalizam o BNDES com emissão de títulos públicos, porque isso aumenta a dívida pública. O BNDES empresta à TJLP, e o Tesouro Nacional paga a taxa SELIC. Ou seja, quase o dobro.
Nosso partido também tem denunciado as reservas internacionais, que ultrapassam R$ 300 bilhões. Qual é o custo de manutenção dessas reservas internacionais que o Brasil é obrigado a pagar para manter alta a concorrência com o dólar, para manter a política cambial? A taxa paga aos títulos do Tesouro americano é de 0,5%, ou zero, e nós pagamos a taxa SELIC, isto é, 12% ou 12,5%. O COPOM decide amanhã o aumento da taxa de juros.
É interessante que nossa mídia já esteja direto pressionando: Não pode subir a inflação, a meta não pode subir… Então sobem os juros. E quem ganha com a alta dos juros? Os banqueiros! Esse é o terrorismo do capital financeiro. E o governo está aí emitindo títulos públicos para o BNDES ajudar o grupo JBS-Friboi a ser um player mundial na exportação de carne. O governo emite títulos públicos não para financiar a educação pública, ou a pequena empresa, que gera empregos, mas sim para financiar o exportador.
E nós fomos capitalizando uma dívida pública, Sr. Presidente, em títulos do Tesouro americano, para garantir a estabilidade financeira de quem tem o maior déficit público do mundo, que são os Estados Unidos da América. Esta é a vergonha nacional da nossa política econômica.
O Congresso Nacional precisa se levantar contra isso e fazer a auditoria imediata da dívida pública brasileira.

Muito obrigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário