10 de jan de 2012

O ALERTA DA PM – Por Eduardo Leite

O mundo em geral passa por sérias dificuldades já detectadas na então próspera Europa e no bilionário Estados Unidos da América do Norte, assim como no Canadá. Desemprego ascendente levando à desordem social. A miséria cresce a passos largos independentemente do grande avanço tecnológico em todos segmentos e em especial no armamento bélico.

Recentemente, os EUA anunciam um corte de mais de 400 bilhões de dólares nas forças armadas ao longo dos próximos 10 anos. O Brasil vive uma euforia por ter alcançado o 6ª posição como potência econômica sem ter condições de esconder os altos índices de miseráveis.


Se analisarmos, mesmo superficialmente, esta longa crise social vamos verificar que os ricos continuam mais ricos e os pobres cada vez mais pobres. Afinal, 10 % de toda a riqueza mundial está concentrado no pique da pirâmide social. Outro dado significativo que une a todos esses países capitalistas é a corrupção, esta sem dúvida, a grande responsável por este sistema. Corrupção essa que, também, foi a grande responsável pela falência do regime comunista.

E, sem deixar dúvidas, é a corrupção que mantém o jogo político que resulta em má gestão e na grande desigualdade social no nosso país. Desigualdade essa que, tentam mascarar com as bilionárias verbas bancadas pelo Erário para propaganda enganosa e compra de sindicatos e de estudantes ´´ politizados `` da desgastada UNE.

Uma família de cinco pessoas cuja renda familiar seja igual a três salários mínimos não tem a mínima condição de viver dignamente e, no Brasil, a maioria das famílias de assalariados ganha mesmo é um salário mínimo. Salário esse, atualmente, de 622,00 reais que, como no artigo anterior, escrevi, não dá para que 5 pessoas possam pagar por três refeições diárias ao custo de 4,5 reais.

Esse é o resultado de uma política de renda desigual. A miséria ou a pobreza se combate com uma educação básica, secundária e técnica de qualidade. Com ajuda e planejamento ao pequeno e médio produtor rural e aos pequenos empresários. A justiça social só é possível combatendo à corrupção.

Os movimentos das Polícias Militares em todo o país é o reflexo da desigualdade social e da falta de políticos e gestores comprometidos com o zelo da máquina pública.

A tabela abaixo mostra o atual salário dos militares em toda a União. Salário esse, atualmente, conseguido à duras penas com sérias consequências para a sociedade civil, através de manifestações que acabam trincado uma das maiores "qualidades" do regime militar; a hierarquia!

A manifestação dos Bombeiros no Rio de Janeiro, da PM no Maranhão e, recentemente, da PM no Ceará são exemplos de que a massa dos menos favorecidos, mas, organizados grupos estão saturados.

SALÁRIO BRUTO DE UM SOLDADO DA PM NO BRASIL

Distrito Federal

R$ 3.453,70

Goiás

R$ 2.820,00

Tocantins

R$ 2.611,01

Sergipe

R$ 2.576,44

Paraná

R$ 2.438,39

Amapá

R$ 2.400,00

Paraíba

R$ 2.282,00

Roraima

R$ 2.200,00

Rondônia

R$ 2.100,00

Santa Catarina

R$ 2.050,00

São Paulo

R$ 2.049,72

Minas Gerais

R$ 2.041,74

Maranhão

R$ 2.028,00

Bahia

R$ 1.984,23

Mato Grosso do Sul

R$ 1.950,00

Rio Grande do Norte

R$ 1.900,00

Pernambuco

R$ 1881, 00

Espírito Santo

R$ 1.827,00

Acre

R$ 1.812,00

Mato Grosso

R$ 1.799,22

Alagoas

R$ 1.726,00

Amazonas

R$ 1.718,20

Ceará

R$ 1.606,01

Piauí

R$ 1.400,00

Rio Grande do Sul

R$ 1.240,00

Pará

R$ 1.200,00

Rio de Janeiro

R$ 1.198, 24

Todos estes soldos resultam de gratificações. A nível de aposentadoria os valores são bem mais baixos.

Eduardo Leite

_________________
Pedimos divulgação por e-mails e nas redes sociais.

Faça parte do perfil: Facebook - Página 50

Nenhum comentário:

Postar um comentário