7 de fev de 2012

SOBRE A IRRESPONSABILIDADE DO GOVERNO WAGNER – Nota Pública do PSOL Feira de Santana



NOTA PÚBLICA

O PSOL-Feira de Santana vem a público expressar seu repúdio ao Governo do Estado da Bahia pela negativa de negociação e truculência com a qual vem tratando a mobilização dos policiais militares.
Com tom de autoritarismo, vergonhosamente semelhante ao dos governos que precederam o do PT, o governador Jacques Wagner simplesmente debitou na conta dos manifestantes a situação caótica em que se encontra a segurança pública do estado e todos os transtornos causados à maioria da população pela paralisação. Como se a negativa do governo em dialogar não fosse a principal responsável pela situação!
Além disso, o pensamento retrógrado que conclama a cassação do direito à livre manifestação e organização de segmentos da sociedade foi a tônica do discurso oficial do governador, que tem perseguido e criminalizado abertamente aqueles e aquelas que, por algum motivo, questionam as atuais políticas públicas para o estado da Bahia.
Cremos que a pauta dos policiais militares em greve na Bahia e no Brasil precisa de discussão pública no âmbito da sociedade, uma vez que a exigência de segurança passa pela criação das condições objetivas para tanto. Por sua vez, enquanto Partido, o que perseguimos como modelo de segurança pública definitivamente supera essa melhoria das condições estritas de funcionamento das instituições policiais (número do efetivo, remuneração, melhores viaturas, armamentos etc.). Isso é apenas a ponta do iceberg. Acreditamos que é essencial modificar a função da instituição policial em favor da própria possibilidade de sua desmilitarização, da crítica da defesa dos interesses dominantes que essa instituição assume muitas vezes sob a face da “legalidade” e para superar a repressão seletiva que exerce sobre a população negra e pobre do país.
Por esses motivos, defendemos uma profunda revisão das políticas voltadas para a segurança pública na Bahia e no Brasil, mas nem por isso deixamos de reconhecer a legitimidade da pauta dos manifestantes em luta, que, como trabalhadores que são, precisam ter seus direitos respeitados. Partimos disso para manifestar nosso apoio aos policiais militares grevistas em Feira de Santana e no estado.
Firmeza na luta para conquistar melhores condições de trabalho. Fé no que virá por uma sociedade livre da exploração, do racismo, da violência e da intolerância.
Força, porque a luta é pra vencer!
Partido Socialismo e Liberdade
Feira de Santana, 06 de Fevereiro de 2012

_________________
Pedimos divulgação por e-mails e nas redes sociais.

Faça parte do perfil: Facebook - Página 50

Um comentário:

  1. O povo Baiano tem toda a culpa, foram eles quem colocaram e ainda reelegeram ele que por sinal nem Baiano é, com algumas excessões ia eu estou incluído não votarem nele por saber antecipadamente que isso ia a contecer.

    ResponderExcluir