29 de abr de 2013

FORMANDOS DE HISTÓRIA DA FTC HOMENAGEIAM JHONATAS COMO PARANINFO



No último dia 13, a convite dos formandos do curso de História da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), Jhonatas Monteiro (PSOL) participou da cerimônia de formatura como Paraninfo da turma “Descobridores do conhecimento”. Em seu discurso, Jhonatas chamou atenção para como os formandos ouviram a pergunta “pra que serve a História?” dos seus familiares, amigos, vizinhos, alunos e mesmo de inúmeros desconhecidos. Dessa maneira, Jhonatas traçou uma reflexão sobre as múltiplas dimensões da pertinência desse questionamento, “que não se resume apenas à atuação profissional, ainda mais no contexto de massacre diário do professorado pelo governo municipal e governo estadual”. Em especial, apontou como a reflexão histórica, numa época de forte individualismo, serve para definir o quão coletiva é a vida, pois inevitavelmente demonstra que vivemos em coletivo e nos relacionamos direta e indiretamente com outras pessoas. Associado a isso, Jhonatas apontou o aspecto “desnaturalizador” da História ao explicar a mudança da sociedade: “como percebemos de modo mais evidente nas roupas ou na tecnologia, a transformação das relações sociais é algo em constante acontecimento e, portanto, o que é ‘natural’ hoje pode não ter sido ontem e pode não ser amanhã”. Nesse sentido, colocou para os seus novos colegas de profissão o aspecto “mobilizador” do conhecimento histórico já que este indica permanentemente que a nossa época, como outras antes dela, também está em transformações que exigem a nossa atenção e participação consciente. Afinal, concluiu Jhonatas, “se a nossa sociedade está mudando, que se transforme em algo melhor onde a diferença não seja o sinônimo de desigualdade” e, para tanto, “devemos enfrentar os preconceitos, opressões e exploração infelizmente ainda presentes”.

Ascom PSOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário