13 de jan de 2014

PARA DISCUTIR CIDADANIA, JHONATAS RETORNA À ESCOLA EM QUE ESTUDOU

Na Escola Infantil São João da Escócia, no bairro da Queimadinha, Jhonatas Monteiro (PSOL) foi convidado a discutir o tema “Cidadania”, no último dia 16 de dezembro. A palestra foi a atividade final de um projeto de extensão realizado na Escola por iniciativa das professoras Annita Andrade e Sâmia Neves, ambas da UNIFACS. O projeto, voltado para turmas da 7° e 8° série, enfatizou a importância do uso socialmente responsável da internet e a construção de perspectiva de vida, bem como sua relação com a cidadania. Jhonatas, que também foi aluno da instituição escolar na 7ª e 8ª série, iniciou sua exposição questionando aos adolescentes sobre o que seria cidadania para eles, tentando construir um conceito a partir da diversidade das respostas para demonstrar a ligação do tema com a realidade vivida pelos estudantes. Assim, discutiu como a falta de direitos sociais em Feira de Santana se relaciona ao limitado exercício da cidadania por parte significativa da população: Jhonatas chamou atenção, como tendência do capitalismo, para a forma que geralmente "resolvemos" os nossos problemas tentando dar respostas individuais para problemas que são coletivos. Para tanto, citou o exemplo de como a sociedade brasileira em geral, e a feirense em particular, tem dado resposta ao problema da mobilidade urbana por meio da compra acelerada de veículos individuais em lugar de maior cobrança cidadã de transporte público, de qualidade e acessível a todos. Dessa forma, como visível nos engarrafamentos, uma "solução equivocada" tem piorado a condição de mobilidade ao invés de resolvê-la. Nesse sentido, Jhonatas frisou a importância do estudo na formação de uma cidadania crítica e ativa, que permita aos indivíduos não serem enganados com falsas soluções para os problemas coletivos: "quanto mais conhecemos algo ou alguma relação, menos chances de sermos enganados nas nossas reivindicações". Após a exposição inicial, os estudantes e outros participantes da palestra, como trabalhadores da Escola e alguns pais de alunos, fizeram questões acerca de temas como a organização de grêmios estudantis, as manifestações de junho, o uso de redes sociais, formas de participação política direta da população, a opinião de Jhonatas e do PSOL sobre o Programa Mais Médicos, a obra inconclusa da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Queimadinha, dentre outras.


Ascom PSOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário