24 de mai de 2014

PSOL FEIRA INICIA CONSTRUÇÃO DE PROPOSTAS PARA SUAS CANDIDATURAS COM DISCUSSÃO SOBRE ORÇAMENTO BAIANO

As atividades do PSOL Feira para construção de propostas para as candidaturas a deputado estadual e federal tiveram início com a discussão acerca do Orçamento do Estado da Bahia e a Dívida Pública, em Roda de Conversa realizada no dia 23 de maio. O debate girou em torno da contas estaduais e suas implicações sobre as políticas públicas de garantia de direitos, já que o argumento utilizado recorrentemente pelo governo do estadual para negar investimentos sociais é a impossibilidade orçamentária. Essa discussão contou com a colaboração de Filipe Leão, graduado em Ciências Contábeis, diretor da UNACOM Sindical – Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle da Controladoria Geral da União (CGU) e Secretaria do Tesouro Nacional (STN), Vice-presidente do Instituto de Fiscalização e Controle (IFC) e integrante do Movimento Auditoria Cidadã da Dívida – Núcleo Baiano. Participaram da conversa Jhonatas Monteiro, pré-candidato a deputado estadual, e integrantes da Comissão de Sistematização Programática do PSOL Feira. Pelo PSOL Salvador, também acompanhou a discussão o dirigente partidário Rafael Digal. Esse processo colaborativo de elaboração de propostas, que passará ainda por um conjunto de temáticas até o fim de junho, terá divulgação prévia e posterior a cada Roda de Conversa tanto no perfil do PSOL Feira no Facebook quanto no blog Página 50.
Diante do cenário eleitoral de 2014, o PSOL Feira reforça seu compromisso com a construção de candidaturas sintonizadas com as necessidades da maioria da população. Não só a própria campanha será colaborativa e sem financiamento de empresas, como sinal da independência do poderio econômico e esquemas tradicionais do sistema político, mas o próprio processo de construção das propostas mantém as características públicas que marcaram a campanha “Pra mudar Feira pela Raiz”, em 2012. Essa campanha foi precedida por mais de uma dezena de encontros públicos para discussão de temas com lideranças comunitárias, militantes de movimentos sociais, ativistas culturais, pesquisadores de diversas áreas e profissionais em atuação nos serviços públicos. Neste ano, essas Rodas de Conversa foram retomadas: atividades abertas a todas e todos que se interessarem, contando sempre com a presença de convidados que, a partir da sua prática, possam contribuir para a reflexão sobre temáticas cruciais para um programa verdadeiramente democrático e popular. Portanto, as candidaturas para deputado estadual e federal do PSOL Feira serão baseadas nesse processo de construção colaborativa das propostas de modo coerente com o sentido de um partido socialista: ser uma voz dos anseios de reais transformações da maioria da população em sua diversidade.

Ascom PSOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário