26 de jan de 2015

PLENÁRIA DO PSOL FEIRA DISCUTE MOBILIZAÇÃO SOBRE TRANSPORTE E PLANO DIRETOR

O PSOL realizou a Plenária Temática “Contradições Urbanas de Feira de Santana: Transporte Coletivo e Plano Diretor em debate”, no dia 24 de janeiro. O debate, além da presença da militância, contou também com a presença de filiados a outras organizações partidárias e integrantes de associações de bairro, sindicatos e movimentos sociais, bem como interessados em geral pela temática.

A Plenária foi aberta pelo militante do PSOL Feira José Carneiro, que traçou um breve histórico sobre a falta de um Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) no município, a obrigatoriedade legal desse instrumento diante da exigência de uma gestão democrática, como prevista no Estatuto da Cidade (Lei 10.257/2001) e Política Nacional de Mobilidade Urbana (12.587/2012). José Carneiro enfatizou ainda a relação destas leis e o PDDU com o projeto de Bus Rapid Transit (BRT), o que convenientemente tem sido “debatido” de forma apenas superficial pelo poder público.

Em seguida, o também militante do PSOL Feira Jhonatas Monteiro traçou um histórico das mobilizações em torno da questão do transporte coletivo feirense, os problemas estruturais do atual Sistema Integrado de Transporte (SIT) e a relação entre o grupo político hoje na gestão municipal e a crescente precarização do transporte desde o início dos anos 2000. Por sua vez, o engenheiro civil Danilo Ferreira e o formando na área Bruno Sodré apresentaram o chamado “BRT Contorno”, uma alternativa ao projeto de BRT imposto pela gestão municipal, tirando as dúvidas dos presentes e fazendo paralelos entre sua proposta e o projeto do poder público municipal.

Aberto o debate, foi evidenciada a necessidade de uma movimentação ampla envolvendo todos aqueles setores da sociedade civil dispostas a lutar pelo planejamento urbano democrático do município e um projeto de mobilidade que atenda realmente a necessidade à maioria da população. Dentre as deliberações, a criação de um Grupo de Trabalho (GT) com o objetivo de efetivar um primeiro momento de diálogo sobre esse esforço conjunto entre organizações partidárias, sindicatos, movimentos sociais, associações comunitárias, entidades estudantis e profissionais.

Por consenso, além do próprio GT, foi aprovado o dia 07 de fevereiro como data para a primeira reunião com essa pauta e para retomada das várias ideias surgidas durante a própria Plenária.



Ascom PSOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário