28 de mar de 2015

JHONATAS DISCUTE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EM ATIVIDADE DA OCUPAÇÃO NA UFRB

No dia 26 de março, Jhonatas Monteiro (PSOL) participou de roda de conversa promovida por estudantes da UFRB, no campus de Cachoeira. A atividade aconteceu no contexto da ocupação estudantil do prédio administrativo do campus, a chamada “Casa da Moeda”, tendo em vista a melhoria de infra-estrutura da Universidade e a efetivação de uma política de permanência.

Como parte da programação de discussões promovidas pela ocupação, a conversa girou em torno da temática da assistência estudantil e, em especial, do papel dos Restaurantes Universitários (RU’s) para a permanência dos estudantes nas universidades públicas. Jhonatas, que participou das mobilizações estudantis relacionadas a essa pauta na UEFS, destacou importância da implantação dos RU’s, que ao longo do tempo têm servido não apenas para garantia das condições de alimentação da categoria estudantil, mas também como espaços de debate e manifestações políticas.

Destacou ainda que não existe um modelo único para o funcionamento de RU’s, e que, de forma geral, o modelo implantado em cada universidade (com preços populares, em sistema “bandejão”, atendendo ao público externo à universidade, público ou privatizado etc.) depende da capacidade do movimento de pressão durante a implantação e manutenção e com as manifestações da comunidade universitária. Dessa forma, a luta pela implantação de um RU implica na disputa pelo seu modelo de funcionamento e gestão, sendo histórica a busca do movimento estudantil pela garantia de formas democráticas de acompanhamento e regulação do funcionamento dos restaurantes.

O Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), criado no contexto de expansão precária do ensino superior durante o governo Lula, foi discutido em seus limites e possibilidades como fonte possível de recursos para a implantação de RU’s e instrumento legal de contraponto à argumentação costumeira por parte das reitorias de “falta de verbas”. Para além da reflexão inicial, o momento ainda foi marcado por diversos questionamentos e troca de experiências sobre os processos de luta relacionados à implantação de um RU.



Ascom PSOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário