13 de abr de 2015

PSOL DISCUTE DÍVIDA PÚBLICA COMO ATIVIDADE DA CAMPANHA DE FILIAÇÃO 2015

Como parte da campanha de filiação 2015, o PSOL Feira organizou, no último dia 11 de abril, um debate sobre a “Situação Econômica e Dívida Pública Brasileira”, o qual contou com os debatedores Giliad Souza e Felipe Leão, ambos militantes do PSOL e integrantes do movimento da Auditoria Cidadã da Dívida. A atividade foi marcada também pela ampla participação de militantes e simpatizantes do Partido, o que demonstra a relevância da temática.
Giliad, ao falar sobre a questão da crise econômica trouxe elementos importantes para subsidiar as análises dos recentes ataques aos direitos dos trabalhadores no Brasil e em outras partes do mundo, apontando que “a crise não é uma disfunção da economia, ela é endógena ao próprio sistema capitalista, essa crise é estrutural”. Além disso, sinalizou como o Estado se comporta em momentos de crise como essa, buscando elementos para uma análise dos ajustes e cortes de investimentos em direitos sociais observados no Brasil no último período. 
Felipe Leão aprofundou a discussão sobre a chamada Dívida Pública brasileira, demonstrando de maneira didática como ela foi gerada e qual o impacto dessa dívida no orçamento da união. Segundo os dados da Auditoria Cidadã da Dívida, apresentados por Felipe, em 2014 foram gastos com juros e amortizações da dívida 45,11% do orçamento da União. Em contrapartida, com educação foram gastos apenas 3,72% e com saúde 3,21%, o que exemplifica que muitos dos problemas de investimentos em direitos sociais são uma questão de prioridade do governo e de suas escolhas políticas.
Durante o debate muitos outros aspectos foram levantados, em especial a necessidade de uma auditoria para investigação do processo de constituição da Dívida Pública, já que existem muitos indícios de irregularidades na formação do montante desta.


Ascom PSOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário